Há muitas coisas que percebo que não sou, mas dizer exactamente o que sou não consigo. Tento, dia a dia, ganhar o título de ser uma pessoa. E já não é pouco. 

(José Luís Peixoto)

A visão

Vivemos tempos de incertezas e de mudanças aceleradas. Mais de metade dos casamentos terminam em divórcio e aumenta o número de pessoas a viverem sozinhas.
A tecnologia tem mudado a forma como comunicamos, nos relacionamos e trabalhamos. Os empregos para a vida acabaram, o auto-emprego e o trabalho freelance exigem competências que não se aprendem na escola. Os casais confrontam-se com novos desafios na educação dos filhos e a família recomposta exige mudanças e adaptações difíceis de gerir. A medicina prolonga a nossa vida mas não sabemos como lhe dar mais sentido, nem lidar com o envelhecimento e a morte. Hoje, temos mais informação, liberdades, anti-depressivos, fontes de prazer, gurus motivacionais e livros de ajuda, mas a insatisfação é permanente e a sensação de deriva é comum. Por vezes a dor e as encruzilhadas da vida são despertares existenciais que nos levam a perceber que não há ganhos sem perdas, que o sucesso não está isento de fracassos, assim como a felicidade autêntica não reprime a tristeza nem a melancolia. A confiança e a realização pessoal exigem mais do que o pensamento positivo e receitas iguais para todos.

 

A abordagem

Criamos relações de confiança e de empatia para se conhecer a si próprio, usar e reforçar as suas capacidades, aprendendo com as dificuldades.
Damos o espaço e o tempo para repensar a forma como tem encarado o trabalho, o amor, a intimidade, a amizade, a família, o sucesso, a dor, a solidão, a vida e a morte, considerando outras perspetivas.
Proporcionamos as ferramentas para clarificar e objetivar os problemas, identificar as suas necessidades e emoções. Capacitamos para tomar decisões, definir metas realistas, comunicar e lidar com conflitos mais eficazmente, desenvolver novos hábitos e comportamentos em áreas que lhe são difíceis e exigem crescimento.
No Ser Pessoa encontrará uma abordagem prática e integrada, humanista e multidisciplinar. O objectivo não é curar mas sim apoiar, escutar e orientar na procura de respostas que mais se adequam à sua pessoa. Não sabemos tudo e, quando necessário, encaminhamos para outros profissionais da nossa confiança.